8 de Fevereiro de 2009

Eu sempre achei a idéia de viajar 30km pra ir à praia um programa de índio. Eu desmereço a praia mesmo, não acho que vale esse esforço todo. Não passa de uma idéia desanimadora: Domingo vamos acordar 8 da madrugada e ir pra praia!
Diz aí, brochante. Eu odeio contato social, conversas furadas, areia, sol, água gelada, mostrar partes íntimas do corpo pra qualquer um, água salgada...e poderia citar inúmeras coisas e vocês me chamarem de fresca pro resto da vida. Talvez eu seja mesmo: fresca e reclamona. Mas, fazer o quê? Eu não gosto! Outra coisa: a idéia de não fazer NADA! você vai pra praia e não tem o que fazer! Pelo menos no meu caso, que odeio mar! A TV pega mal e não tem canais interessantes! Um Faustão aqui, um jogo ali... Ok, vamos dormir! Ai você dorme o dia todo....e chega a noite, cadê o sono? Aí você se arrepende pro resto da vida por ter dormido a tarde! Cadê o computador? Uma música pra animar? Gente, é desesperador!!
Mas...vamos lá! Afinal, quando eu tinha 12 anos eu falava que nunca iria beijar na boca e namorar...

2 de Fevereiro de 2009

31 de Janeiro de 2009

Delicatessen

Hilda Hilst


Você nunca conhece realmente as pessoas. O ser humano é mesmo o mais imprevisível dos animais. Das criaturas. Vá lá. Gosto de voltar a este tema. Outro dia apareceu uma moça aqui. Esguia, graciosa, pedindo que eu autografasse meu livro de poesia, "tá quentinho, comprei agora". Conversamos uns quinze minutos, era a hora do almoço, parecia tão meiga, convidei-a para almoçar, agradeceu muito, disse-me que eu era sua "ídala", mas ia almoçar com alguém e não podia perder esse almoço. Alguém especial?, perguntei. Respondeu nítida: "pé-de-porco". Não entendi. Como? "Adoro pé-de-porco, pé-de-boi também". Ahn... interessante, respondi. E ela se foi apressada no seu Fusquinha. Não sei por que não perguntei se ela gostava também de cu de leão. Enfim, fiquei pasma. Surpresas logo de manhã.

Olga, uma querida amiga passando alguns dias aqui conosco, me diz: pois você sabe que me trouxeram uma noite um pé-perna de porco, todo recheado de inverossímeis, como uma delicadeza para o jantar? Parecia uma bota. Do demo, naturalmente. E lendo uma entrevista com W. H. Auden, um inglês muito sofisticado, o entrevistador pergunta-lhe: "O que aconteceu com seus gatos?" Resposta: "Tivemos que matá-los, pois nossa governanta faleceu". Auden também gostava de miolo, língua, dobradinha, chouriços e achava que "bife" era uma coisa para as classes mais baixas, "de um mau gosto terrível", ele enfatiza. E um outro cara que eu conheci, todo tímido, parecia sempre um urso triste, também gostava de poesia... Uma tarde veio se despedir, ia morar em Minas... Perguntei: "E todos aqueles gatos de que você gostava tanto?" Resposta: "Tive de matá-los". "Mas por quê?!" Resposta: "Porque gatos gostam da casa e a dona que comprou minha casa não queria os gatos". "Você não podia soltá-los em algum lugar, tentar dar alguns?" Olhou-me aparvalhado: "Mas onde? Pra quem?" "E como você os matou?" "A pauladas", respondeu tranqüilo, como se tivesse dado uma morte feliz a todos eles. E por aí a gente pode ir, ao infinito. Aqueles alemães não ouviam Bach, Wagner, Beethoven, não liam Goethe, Rilke, Hölderlin(?????) à noite, e de dia não trabalhavam em Auschwitz? A gente nunca sabe nada sobre o outro. E aquele lá de cima, o Incognoscível, em que centésima carreira de pó cintilante sua bela narina se encontrava quando teve a idéia de criar criaturas e juntá-las? Oscar, traga os meus sais.


Texto extraído do jornal “Correio Popular”, de Campinas-SP, edição de 01/03/1993.

9 de Setembro de 2008

WTF?????????



Sério... o que passou pela cabeça dela???

8 de Setembro de 2008

6 de Setembro de 2008

Esse site vicia!!
Segue o meu link.. :P

25 de Agosto de 2008


Doug Aitken

Migration, 2008
2:29
2:29

e eu sem sono, pra variar. acordei quase 2 horas! domingo é um tédio, isso não é nenhuma novidade...e improdutivo!
estou aqui, navegando (coisa feia), digitando avaliações pra minha tia e tentando usar o photoshop cs. 10 a 0, ok? isso me lembra que preciso de uma máquina nova, mas não queria comprar qualquer uma. enfim...

meus comentários sumiram! foram parar aonde?
eu não tenho mais paciência pra editar html, fazer layouts e afins.. o tempo também não ajuda! cortaram a merda da internet no trabalho, computador monitorado 24hs! Nada pra fazer, o comércio vai falir, mais de 3 mil funcionários contratados da PMCG foram demitidos! E agora? hshshs A loja quebra junto.... eu poderia falar mil coisa sobre isso, me aprofundar, mas não estou afim. Aliás, pra eu eu vim postar? Nada de útil pra falar!

Quem viu a final do Vôlei? Gente, o que é aquele saque do Stanley? Aliás, o que é o Stanley? :x (com todo respeito, bein) Fiquei muito puta com a derrota do Brasil! Muito puta mesmo!!!!!!! Fico nervosa, vontade de quebrar tudo! Afinal, eu sou uma jogadora frustrada e acho que ninguém pode jogar mal igual a mim!!

-
Uma loja que eu tenho MUITA vontade de conhecer é a Anna Sui! Que vestidos maravilhosos, tudo lá é lindo, lindo, lindo! Os produtos de beleza, as bolsas, as camisetas, tudo bem girlie rock n roll (haha, que péssimo). É tudo lindo demais e dá vontade de ter tudo!!!! Entra no site e vai na parte de T-shirts! Tudo no capricho! Eu queroooooo!

Vou dormir... see ya!

12 de Agosto de 2008

“Vogue nelas?”

Uma coisa que me irrita profundamente é a arrogância. Só 4 pessoas podem ser arrogantes no mundo: o Liam, o Noel, a Maísa e eu, claro! Aí me vem uma piva de 14 anos se achando a dona do mundo.
Tempo de escola é o máximo, né? Mas toda essa grobalização não vem adiantando só a menarca das pré-adolescentes, vem adiantando tudo, inclusive a prepotência, arrogância, falta de informação...e por ai vai!
Semana passada uma piva de 14 anos abriu um tópico em uma comunidade que participo falando mal das amiguinhas da escola. Até aí tudo bem, normal...prático! Que umazinha a chamou de brega, pois ela é fashionista e as outras usam havaianas matching com a blusinha canelada e a kipling (aquela bolsa do famoso macaco pendurado, pra quem não sabe)! Até ai normal...claro! Quem nunca chamou uma amiguinha de brega? De gorda? De olívia palito? De dentuça?
Mas toda essa antecipação, acaba retardando o cérebro! Ai ela alegou que lê Vogue desde os 11 anos, que as meninas não têm noção alguma de féxon, que vão com jeans délavé não-sei-das-quantas. Hello! É uma escola! As pessoas vão como? Confortáveis! E depois ela entrou na parte que me ofendeu: são gordas e usam avon. Desci das tamancas! Tem coisa mais divertida que folhear revistinha Avon, fazer uns pedidos de make por 20 reais e no final do mês chegar tudo embaladinho? Não tem! Aliás, tem! A Lar Shopping é bem melhor... aquelas coisas inúteis que você insiste em pedir e sabe que não vai usar nunca! Vamos voltar ao ponto... Finalizando, ela se achou A estilosa, chamando as meninas de brega e perguntou se deveria dar uma Vogada nelas! Gente, peraí! Eu brigava na escola pois falavam que eu tinha cabelo ruim e fazia escova barata na esquina (não é Flávia? Hehe), brigava pois alguém roubou o namorado da sua amiga, brigava pois alguém me chamava de burra ou de piranha (viva beverly hills 90210), pra depoooois, quando a briga acabava e não tinha mais o que falar, partia pros insultos que fazem perder a razão em qualquer briga! A questão é que com 14 anos você não sabe de porra nenhuma, se limita a ler apenas Vogue (desde os 11 anos hein minha gente), não tem estilo definido, acha que a agyness deyn é ícone fashion, venera todas as models anorexicas com nome eslovaco,tcheco e cheio de consoantes, não sabe nem do que gosta realmente, segue tendências voguianas, fala mal de quem compra em magazines (ok, ela deve usar bolsa hermes, sapatilhas tods, calça diesel..né? pra falar mal de roupitchas c&a, zara, renner...só pode usar labels!) e quer dar vogue na amiguinha? Eu daria um conselho pra ti: pare de ler vogue e vai ler algo que preste!

Ah, e outra coisa: Paulo Coelho não entra na coisa que presta! Ok?

E eu aqui perdendo tempo com uma piva de 14 anos!
É que me irritei, ela me ofendeu... haha

E enquanto isso...
eu vou jogando GTA4 e matando todo mundo que tenho vontade (pelo menos no jogo!)

Viva o PS3!

1 de Julho de 2008

"NÃO SE JUSTIFICAR
A — Mas por que não te queres justificar?
B — Poderia fazê-lo nisso e em mil outras coisas, mas desprezo o prazer que há na justificação: pois tudo isso pouco me importa e prefiro trazer manchas em mim do que proporcionar a esses mesquinhos o pérfido prazer de dizer: “Ele dá muita importância a essas coisas!” É isso justamente que não é verdade! Talvez fosse necessário que eu desse mais importância a mim mesmo para ter o dever de retificar as idéias falsas que me dizem respeito; — sou demasiado indiferente e demasiado indolente em relação a mim e, por conseguinte, também ao que é provocado por mim."

Aurora - Nietzsche
...

ficadica.